sábado, 2 de abril de 2016

Sobre os textos.

Todos estes textos foram escritos no celular e não tive coragem de postar no momento em sentia tudo isso.
Aos pouco vou me encontrando novamente sozinho. A saudades vai sendo cada vez menos dolorida e outros problemas e vivencias vão ocupando minha vida.
Ao ler tudo isso (geralmente não os leio quando escrevo, deixo a emoção nas pontas dos dedos)
Vejo como me entrego e sofro com essas paixões. Não sei porque sou assim.
Mas um dia eu mudo ou não sei o que será de mim.
Postei tudo isto aqui ja que este blog é quase secreto. Uso mais como um desabafo. Coisas que não podem serem postadas no face.
E também pra depois ler novamente e ver quanto tempo perdido por nada.
E quam sabe um dia eu fique famoso e alguém descobre este blog e eu vire uma fofoca daquelas. kkkk
Ou seja uma pessoa que será uma mente pra estudo. kk
Mas seja lá o que for, esta tudo aqui registrado. Este sou eu, cada palavra foi sentida verdadeiramente. Entre choros, raiva, ciúmes, vontade de morrer, solidão eu estava completamente despido de qualquer inverdade. Posi escrevendo a noite e sozinho em nossa cama, nos parece que estamos protegidos das máscaras que as vezes somos obrigados a usar.
Se divirtam e se emocione com minhas neuroses (sei que são neuroses) Mas seja o que for, que nome venham a dá. Este sou eu.

08/12/15

A vontade que tenho é de gritar pra você o quanto sou apaixonado por você, o quanto te desejo, o quanto tenho vontade de te beijar, te abraçar e te dizer o quanto te quero.
Morro de inveja e ciúmes de ver você com essas mulheres. Quero tanto ser desejado por você, te fazer feliz, ter sua atenção, seu carinho, sua tesão e te fazer gozar gostoso. Ai meu Anderson eu sou completamente apaixonado por você. Amo este seu sorriso gostoso, este seu corpo, seu cheiro e você todo. Daria minha vida por um momento completo com você. Ter você como essas suas mulheres já te teve. Essa sua boca linda, que tanto desejo beijar, sentir seu gosto, seu hálito e sua respiração. Te quero mais do que quero continuar vivendo.

Se eu tiver você e morrer em seguida, toda minha vida teria valido a pena.

Viver dói. 11/01/16

Neste dia tentei mais uma vez me matar


Hoje a vontade de me matar voltou a me chamar.
Quero morrer por tantos motivos:
Feio, pobre, rejeitado por todos os homens que amei e muito rejeitado pelo que amo agora.
Tô desempregado, não tenho nada e nem ninguém. Pra quê viver?
Me sinto um incômodo na humanidade.
Felicidade não existe em minha vida. Cato migalhas, parasito a felicidade alheia. Minha vida é uma droga. Nem sexo eu faço, pois ninguém me deseja.
Hoje sinto inveja de quem ta com a pessoa que mais quero, a pessoa que faria a vida valer a pena ser vivida.
Acredito que mesmo que eu ficasse rico, esta angustia e rejeição me acompanharia, pois o que mais quero dinheiro não compra. Um olhar apaixonado do homem que amo. O abraço apertando, o beijo demorado e o melhor sexo do mundo. O feito com a pessoa amada.
Tudo isso é utopia. Minha realidade é a rejeição e o desprezo.
Preciso morrer.
Vivir dói.

M.V.

05/11/15

O companheiro de casa. 

Meus sentimentos ta uma bagunça da porra. O ciúmes me consome, um ciúmes que não era para existir. Uma paixão, carência, tesão, vontade de abraçar, tocar, beijar, chupar, transar e tudo mais. Tudo que a pessoa desejada faz com outra. E eu enlouquecendo de tanta vontade de te ter. Como gosto de você. Que porra!
Já que meu destino é sofrer, que passa a ser outro. Quero te ver como amigo, mas no momento te vejo como um homem lindo, gostoso, do sorriso mais lindo que meus olhos enxergam durante o dia.
E saber que para você eu não sou absolutamente nada. Apenas um companheiro de casa (que você deve achar insuportável).

O que fazer com tanto querer bem dentro de mim? Tanto gostar, tanto tudo e nada posso dar a ninguém, pois tudo isto não serve para nada. Pois tudo que eu sinto, é apenas o que eu sinto.

14/09/15

Este texto foi de uma paixão anterior. Os textos estão fora de ordem de data, mas fiquei com pena de apenas apaga-los. 







Que bem me faz te ver, olhar seus olhos pequenos, sua linda boca, este seu corpo moreno e magro.
Gosto de gostar de você, te decifro, te entendo e te quero bem.
Tanto tempo que não ganho um abraço seu, que não tomamos sol juntos, que não vemos o mesmo mar.
Me sinto importante sem puder te fazer bem. Gosto tanto de você.
Não sei mais denominar este gostar. Paixão, apego, tesão ou amor. Só sei que te gosto. Quero te ver bem. Cada vez que vai embora, um pouco de mim vai com você. A vontade de ir junto, de te preparar algo pra comer, de deixar suas coisas de trabalho prontas para o dia seguinte, cama arrumada, conversar sobre seu dia, rir de besteiras e até chorar se for preciso. O importante é está com você.
Parece clichê, mas as vezes acho que já nos conhecemos de outros momentos, vida ou sei lá de onde.
Tudo isso já tem um ano. Um ano de querer bem, as vezes raiva, sensação de rejeição, mas sei que você gosta de mim. Do seu jeito torto e meio grosso, mas gosta. Não digo que é migalhas, não é porque você não me goste como te gosto que você não goste( ficou muito gostar numa frase so).
Nesta hora você já está em casa, já comeu algo (que não foi preparado por mim), está deitado em sua cama (sem mim) e teclando com alguém no zap, que não sou eu.

Por quê é assim? Você ai sozinho e eu aqui sozinho?? O destino nos juntou mas não nos uniu. Será este o melhor caminho pra nós??

Um sábado desses ai

Sabado Triste 

Como sentir saudades de quem mora na mesma casa que você? Pois é, isto é possível.
Ser ignorado, não ser nada mais como era antes. Sorrisos negado, compartilhar momentos antes vividos juntos. Como dói este tipo de atitude.

Não sei se isso vai passar se vai ficar tudo bem outra vez. Mas sei que jamais esquecerei do sorriso pedido e negado( bem que sorriso não se pode né?) atitudes como essas só faz fortalecer a minha inutilidade nesta vida. Nem a pessoa que mais gosto neste momento de minha vida sorri pra mim. Hoje o dia não foi legal, solidão a dois é uma das piores coisas da vida. 

30/10/15

Quando conhecemos alguém, nunca imaginamos a importância que esta pessoa terá em vida.
Gostei de você desde sua primeira ligação. Acho que me apaixonei ali mesmo. Depois com mais conversas pelo zap e meu carinho só aumentava. Ai você chegou. Pronto. Desarrumou ainda mais a bagunça que é minha vida. Agora sinto vontade de por um fim a tudo isso. Morrer. Deixar de existir neste mundo. Nunca fui realmente feliz mesmo. Pra quê viver.
Se eu consegui morrer não se sinta culpado, te gosto até depois do fim (lembra?)

Só estou cansado mesmo. Sobreviver cansa.